Vídeo Revela Porque Romário é o Melhor Mito de Todos os Tempos

O baixinho Romário não era bom apenas no campo, ele também tinha costume de ser afiado nos microfones na época como atleta “profissional”.

Romário, um mito dentro e fora dos gramados. Talvez na história do futebol brasileiro não exista nenhum outro personagem que pode ser considerado tão autêntico.

Herói para muitos, odiado por poucos, uma coisa que os oponentes de Romário não podem negar é que o baixinho surpreendia dentro ou fora do campo.

Principais Mitos do Romário


Romário é muito de verdade. Por pouca coisa o cara batia boca com o técnico e abandonava contrato de milhões de dólares ou até mesmo a vaga como titular na seleção brasileira.

Baixinho e invocado, ele já foi muitas vezes o terror dos zagueiros fortes com quase 2 metros de altura. Quando a bola chegava na área não tinha jeito, o baixinho finalizava com perfeição.

O baixinho Romário se considera terceiro melhor jogador de todos os tempos, atrás apenas do Pele e Maradona.

Embora tenha começado a carreira no Vasco da Gama, o baixinho também foi atacante no Flamengo e comemorava sempre com entusiasmo os gols que fazia nos vascaínos.

Ele voltou para jogar no Vasco junto com Edmundo Animal, um antigo amigo que se tornou dissidente em consequência dos ciúmes pela braçadeira de capitão.

Também pegava nos pés dos comentaristas!

Em entrevista para Jorge Cajuru, o atacante carioca revelou que Casagrande, profissional da Globo, não tinha direito de criticá-lo porque jamais soube como chutar uma bola direito.

O mito no espírito do atacante também ocorria por causa de apetite sexual. Ele escapava até da concentração na seleção brasileira apenas para curtir outros romances.

“A bola ajuda”, diz Romário, assumindo que apenas é um famoso pegador de mulher por causa do sucesso como jogador de futebol e não pela forma bela de galã dos cinemas.

Você também vai gostar:

Deixe um comentário